O vinho Brasileiro e o tempo?

Julho 24, 2013 Degustações  No comments

Vinhos Brasileiros tem potencial de guarda?

Primeiro vamos comentar o que da estrutura ao vinho para ter condições de suportar alguns anos:

• Teor alcoólico – O seu alto teor é que da longevidade ao vinhos fortificados;
• A relação Tanino / Antociana – As antocianas (responsáveis por uma grande variedade de cores de frutas, flores e folha) e responsável pela cor dos vinhos tintos que ao reagir com os taninos (que possuem sabor amargo e provocam grande adstringência, os taninos encontram-se principalmente nas cascas, sementes e engaços) se tornam estáveis evoluindo de forma mais lenta ganhando maior longevidade;
• Acidez – A acidez como o tanino tem fundamental importância para o “caráter” do vinho, e é de fundamental importância o seu equilíbrio na acidez para a longevidade do vinho.

Voltando ao tema, tivemos o prazer de degustar dois vinhos já com alguns anos de guarda, o BellaQuinta Cabernet Sauvignon safra 2005, e o Don Giovanni Tannat safra 2002 e ambos se mostraram prontos, vivos e com expressão.
Claro cabe ressaltar que são estilos para quem gosta de vinhos mais elegantes tanto nos seus taninos quanto nos seus aromas mais complexos. Eu diria que são vinhos para serem apreciados com calma, uma boa companhia e um bom prato… .

Segue a descrição dos vinhos que por hora vem mostrando que o Brasil tem sim condições para se guardar um vinho!

IMG-20130721-00061Don Giovanni Tannat 2002

Aspecto – Límpido, brilhante de cor rubi de média intensidade;

Nariz – Limpo de média intensidade com notas de baunilha e um leve tostado;

Boca– Seco com boa acidez, boa presença de taninos, na boca mostra harmonia com os aromas, com uma leve presença de fungi e um pequeno amargor. Muito gastronômico e de boa persistência.

 

 

IMG_20130603_004645

BellaQuinta Reserva Cabernet Sauvignon 2005

Aspecto – Límpido, brilhante de cor rubi profundo com reflexos alaranjados;

Nariz – Limpo de boa intensidade com notas herbais, especiarias e baunilha.

Boca– Seco com boa acidez, boa presença de taninos macios e elegantes, na boca mostra harmonia com os aromas, com um final delicado e persistente. Vinho muito gastronômico.

 

 

 

Boa degustação a todos!

Leave a reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>